sábado, dezembro 28, 2013

O desporto nacional não é o futebol... é a inveja.

Pingo Doce 'invadido' por desempregados reabriu ao público sem incidentes - Sociedade - Sol

A parte que interessa nesta notícia é:
Nos últimos dias, circulou nas redes sociais apelos para que os desempregados fossem ontem, pelas 17h00, ao Pingo Doce junto ao Rossio reclamar um cabaz de Natal. A ideia terá surgido depois de, no início deste mês, um desempregado ter ido a um supermercado para levar um pacote de arroz sem pagar e, em vez disso, o Pingo Doce lhe ter oferecido um cabaz de Natal.
Depois do Pingo Doce ter oferecido um cabaz a um desempregado, pensei que estava ali uma estratégia de marketing bem pensada. Apareceram nos órgãos de comunicação social com boa publicidade, pelo preço dum cabaz. Mas, mais importante que tudo isso, deram comidinha a uma família que está com dificuldades.
Isto ficaria por aqui mas... estamos na terra dos invejosos. E o tuga pensa logo "Ah!!! Se ele tem, eu também quero!" E junta-se uma dezena destes invejosos e invadem uma loja do supermercado que fez a boa acção.
Podiam ter ido a outro supermercado qualquer. Levavam um pacote de arroz sem pagar e talvez recebessem qualquer coisa em troca. Na pior das hipóteses, até podiam receber uma visita guiada à esquadra mais próxima mas, quem não arrisca não petisca.
Mas não. Se deram o dedo, agora querem o braço todo. Como se o Pingo Doce, uma empresa privada, lhes devesse alguma coisa ou fosse obrigada a agir da mesma forma com todos os desempregados.
E manifestarem-se na Assembleia da República ou no Ministério das Finanças? Se há alguém que lhes deve alguma coisa é o Governo, a quem pagamos impostos para que garantam prestações sociais que permitam aos desempregados, alimentarem-se. Mas não... vamos exigir esmolas (não é pedir, é exigir!) a quem abriu uma excepção.
Imaginem que dão uma moeda de 1 EUR ao pedinte que está à porta duma estação de Metro e um mês depois, são abordados por uma dezena de pedintes que costumam estar noutras estações de metro e exigem uma moeda de 1 EUR cada um! É a mesma coisa.

sábado, dezembro 21, 2013

Salve um estúpido. Garanta que ele ganha noção da sua imbelicidade!

Tal como toda a gente, estou farta de gente estúpida.
E isto é certamente um problema transversal a todo o Mundo (a menos que aspirem a ser a Madre Teresa ou o Dalai Lama).
Hoje, na Poison d'Amour, que é todo um local de culto para os gulosos, estava uma criatura execrável ao balcão. E essa energúmena dizia ao funcionário:
- Olhe, eu sei que vocês mudaram o pesoal mas eu sou cliente há muito tempo por isso veja lá... não brinque porque eu não gosto!
De salientar que o rapaz estava com a maior poker face... O conceito de brincar da criatura deve ser muito lato...
Enquanto o rapaz explicava a composição dum dos bolos, utilizando termos como ganache ou génoise e, naturalmente, explicando o que cada um significa, a criatura interrompe-o e diz:
- Ela sabe muito bem o que isso é. - referindo-se à velhota que estava ao seu lado - Ela é francesa. Não estou a brincar, ela é mesmo francesa.
Ora bem, ninguém interrompeu nem duvidou que a velhota fosse francesa. Porque é que alguém haveria de achar que ela estava a brincar? Porque é que a criatura se estava a defender se ninguém a tinha atacado?
E, mais importante que tudo, porque é que eu não a abordei e lhe disse precisamente isto?
Por acaso a explicação do rapaz até me interessava porque, para surpresa da criatura, estamos em Portugal! Não estamos em França e é normal que o comum dos mortais desconheça os ingredientes da (do?) génoise... Mas pronto, o rapaz teve a ousadia de não adivinhar que se encontrava perante um espécimen natural da terra de Napoleão. Estas pessoas que atendem ao público têm as bolas de cristal avariadas com demasiada frequência.
Acho sinceramente que estas pessoas intragáveis e que deliberadamente achincalham aqueles que consideram inferiores por terem o azar de lhes prestar algum serviço, deviam ser alertadas para a sua imensa imbecilidade.
Fiquei arrependida por não ter informado a criatura que a bola de cristal do funcionário se encontrava avariada e sem previsão de reparação. Talvez lhe pudesse ter transmitido que o dinheiro que ela já tinha largado na pastelaria, não pagava a paciência do funcionário nem justificava a sua imbecilidade. Aliás, não há quantia que compre paciência a quem tem de aturar imbecis. Mas... estamos em Portugal e, no fundo, a pequena corrupção é aceite, por isso, qualquer criatura que largue uns trocos num estabelecimento, acha que está a comprar a gratidão eterna dos funcionários que a devem tratar como benemérita. Errado!!!!
É que mesmo as pessoas que fazem atendimento ao público são seres humanos e têm de ser tratados como tal. Sim, da mesma forma como se trata o médico que também atende os seus clientes... ou o advogado a quem se paga para dar uns pareceres porque não temos tempo para andar a ler códigos de tudo e mais alguma coisa.
Estas criaturas mal-educadas que destratam o próximo por "dá cá aquela palha" acabarão por ser confrontadas com a sua própria estupidez mais cedo ou mais tarde. Ninguém está eternamente imune de levar uma resposta à letra que o ponha no lugar onde pertence por isso... salvemos pelo menos um estúpido. Basta demonstrar-lhe quão imbecil é... Se não funcionar, sabemos que haverá mais alguém a fazer-lhe a mesma demonstração mais cedo ou mais tarde e, por mais casmurro que seja, alguma vez há-de perceber que o problema não são os outros.

quarta-feira, dezembro 18, 2013

Ah e tal... Não sei estrelar um ovo... e ainda não percebi que sou demasiado pobre para ser preguiçosa.

Hoje ouvi uma pérola daquelas que valem a pena partilhar.
A conversa foi mais ou menos assim:
- A minha filha está de férias e ficou sozinha em casa. Há bocado liguei-lhe e mandei-a ir a casa dos avós almoçar.
- Mas a tua filha não sabe fazer qualquer coisa para comer?
- Não! A minha filha nasceu para ser princesa.
- Pois, mas as princesas também comem...

Ah pois é... Os seres humanos têm de se alimentar para sobreviverem. Podem comer pratos congelados, take-away ou ir a restaurantes constantemente mas o colesterol e a banha vão crescer na medida inversa ao dinheirinho na conta. Se calhar não é a opção mais inteligente...
E quão habilidoso é preciso ser, para grelhar um bife ou uma posta de peixe? E enfiar uma carrada de vegetais dentro duma panela com água a ferver? Não é preciso ser um génio nem começar a treinar desde o berço...
Por isso, cada vez que oiço alguém dizer que não sabe cozinhar, eu penso em Darwin. Não penso que a pessoa é tão requintada que nunca pegou numa panela. Penso apenas que a selecção natural se encarregará deles...
Se comer é uma necessidade básica, cozinhar também deveria ser. E não é propriamente lisonjeiro ser incapacitado nessa área...

segunda-feira, dezembro 09, 2013

Não gosto de MINIs... são uns egoístas!

Confesso que tenho problemas com músicas de anúncios. É que sou uma daquelas criaturas sinistras que não muda de canal durante a publicidade e, de vez em quando, o pessoal que escolhe as músicas para os anúncios, não é completamente surdo e chega a encontrar umas musiquinhas jeitosas.
Antigamente isto era dramático porque era uma odisseia descobrir quem cantava o quê, mas o Shazam e o SoundHound facilitaram-nos a vida.
Só há um anúncio cuja música me perturba quase há um ano porque não existe em lado nenhum. Chama-se Street Attitude e aparentemente foi feita exclusivamente para a campanha da Mini:



Estou revoltada. Quase me dava vontade de montar toda uma uma manif em frente à BMW... em Munique... mas em Setembro... mais especificamente a partir de dia 20 de Setembro... até ao 5 de Outubro... Por aí!
Já estamos em Dezembro por isso fica para o ano. Mas estou aqui com uma revolta que até fico um bocadinho atordoada.

segunda-feira, dezembro 02, 2013

Este post vai ser sucinto

Quando se vai ao restaurante dum chef conceituado, esperamos que esse restaurante seja melhor que os outros, por isso, quando fui ao Cais da Pedra, esperava comer os melhores hamburgueres de Lisboa... Confere. Henrique Sá Pessoa nailed it.

sábado, novembro 30, 2013

Já alguém vos tinha dito que se podem reproduzir sem uma anilha no anelar esquerdo?

Hoje estou numa onda Carrie Bradshaw. E o que é a onda Carrie Bradshaw? Consiste em escrever um post sobre sexo ou relações que começa ou/e acaba com uma pergunta. Aqui vai.
Nunca vi tanto casamento como este ano. Será que o pessoal se sente constrangido de passar dos 30 e continuar solteiro? Whatever...
Antigamente, quando a Igreja Católica tinha uma influência real na sociedade Portuguesa, transmitia-se às meninas aquela pérola da hipocrisia: Casar virgem!
Acho que nunca se saberá ao certo, a dimensão da frustração e recalcamentos que esta palhaçada provocou.
Ora bem, isto pressupunha que os filhos só podiam nascer após o casamento.
Hoje em dia, casar virgem é ridículo. Talvez exista algum número residual de fanáticos religiosos que guardam a castidade para quem assinar o contrato com eles, mas vou ignorá-los assumindo que é mesmo um número residual.
Como devem saber, a Igreja Católica (ainda) não admite o uso de contraceptivos. Sexo serve pura e simplesmente para procriar.
O que eu acho engraçado é que continuo a ver muita, muita gente a engravidar pouco tempo após o casamento. E não percebo. Não consigo perceber porque é que se ignoram algumas normas da moral Católica, mas há outras que se cumprem escrupulosamente. Ou seja, se podiam usar contraceptivos antes do casamento e estavam a pecar, que diferença faz parirem sem contraírem matrimónio? O pecado está cometido! Perdido por 100, perdido por 1000...
E para ajudar, muitas destas pessoas viveram juntas antes de casarem! Porque é que esperaram até o papel estar assinado para se reproduzirem?
Ah, esperem, a sociedade ainda julga as mães solteiras. Mesmo quando o pai da criança merece esse nome e comporta-se como tal... elas continuam a suportar o peso de se terem reproduzido sem terem o papelinho assinado. Todas sabemos que, antes casada com um imbecil que ignora a descedência, que amantizada com uma pessoa normal que desempenha efectivamente o papel de pai.
Atenção que não tenho nada contra o casamento. Consigo compreender perfeitamente que as pessoas desejem casar, comprar um vestido de princesa, celebrar uma relação feliz e bem sucedida e juntar toda a família e amigos para testemunharem esse momento.
Só não consigo perceber porque é que as pessoas que desejam ter filhos só o fazem depois de estarem casadas... Há alguma razão jurídica? Ou é precisa toda uma cronologia igual para todos?

domingo, novembro 24, 2013

Religião: Consumo

Paris tem a Torre Eiffel, Nova Iorque tem o Empire State Buiding, Barcelona tem a Sagrada Familia, Roma tem o Coliseu e Lisboa tem... centro comerciais.
Sim, para muitos Portugueses, o centro comercial é um monumento, uma atracção turística, um ponto de interesse ou um santuário.
Há mais de uma década, eu tinha um namorado que nunca tinha ido a Cascais, por isso sugeri-lhe um passeio por lá. Ele é que ia a conduzir. E onde é que aquela abécula nos levou? Ao Cascaishopping!!! Que por acaso até é em Alcabideche.... mas não interessa... para aquela criatura, se alguém quer passear, há-que enfiar essa pessoa dentro dum centro comercial.
Mais recentemente, ouvi uma conversa em que duas pessoas falavam sobre uma localidade qualquer perto de Santarém. E uma delas pergunta:
- E por aquelas bandas, o que é que há de giro para se fazer?
Ao que a outra responde prontamente:
- Oh pá, tens um centro comercial que é o (disse o nome do dito que eu não me recordo).
Por acaso, quem questionou, não estava à espera que lhe sugerissem um centro comercial como forma de conhecer melhor uma localidade qualquer, e isso notou-se pela reacção que teve à resposta.
Ainda hoje, estava a contar as minhas férias a alguém que tinha vivido perto de Toronto durante a sua infãncia. Claro que não se recordava de quase nada mas, regressou lá aos 16 anos como turista, pelo que deduzi que já se recordaria da visita.
Surpreendentemente, só se lembrava do centro comercial. Ao que parece, foi guiada por um emigrante que não lhe mostrou muito mais que isso. Provavelmente também considera aquele centro comercial duma importância turística superior à CN Tower.
Isto ultrapassa-me. Ainda não fui ao Dolce Vita Tejo e não tenho vontade nenhuma de lá ir, mas quando aquilo abriu, lembro-me de ouvir muita gente comentar que lá tinho ido só para ver. Mas para ver o quê? É mais um centro comercial! Não é nada de surpreendente. Temos mais uma data deles! Demasiados!
Se quiserem derrubar os Jerónimos para construirem um Centro Comercial, acho que este pessoal não se chateava muito. Se calhar nunca entraram no Mosteiro dos Jerónimos mas assim que abrissem uma nova Catedral de consumo, fariam mais visitas durante um mês, que todas as que fizeram a todos os Monumentos nacionais, na vida inteira.

sábado, novembro 16, 2013

Os Srs. da Troika têm as suas próprias empresas...e são funerárias!

Depois de saber esta notícia:

Redução de salários na mesa da avaliação da troika - Especiais - DN

cheguei à conclusão que os srs. da Troika são todos sócios da mesma agência funerária. É a única justificação plausível para tamanha estupidez. Já temos uma média salarial miserável. Se reduzirem os salários vamos ter muita gente sem dinheiro para comer. Se não tiverem dinheiro nem para comer, certamente que não terão dinheiro para comprar nada. Se tivermos muitos tugas pelintras e sem dinheiro para gastar, como é que se vai estimular a economia nacional? Se não se estimular a economia nacional através da procura interna, as empresas não terão procura para que seja necessário produzir mais. Consequentemente, não vão gerar emprego e só quem tem emprego pode continuar a consumir e a pagar impostos.
O que vai acontecer é que o desemprego vai aumentar, o Governo terá mais despesas em prestações sociais, vai enfrentar potenciais manifestações com o descontentamento social a aumentar, e os trocos que vai amealhar por pagar salários inferiores, não compensará a receita fiscal que vai perder.
Não é preciso ser um génio para chegar a esta conclusão mas aquelas mentes brilhantes do FMI, do BCE e CE não concordam.
Mas como hoje até estou bem disposta, vou assumir que as 3 criaturas não são totalmente acéfalas. São só umbiguistas e estão a por os interesses pessoais, vulgo, o lucro da funerária, à frente de tudo o resto.

sábado, novembro 09, 2013

Bakery Outlet?

Em Toronto existem bakery outlets. Parece que não é um fenómeno exclusivamente canadiano mas não deixa de ser um conceito que me ultrapassa... O que é que vendem? Pão do dia anterior?!?


someecards.com - I'm not willing to pay more than 2 CAD for a fresh loaf of bread. It's an outrage. Give me a stale loaf of bread!

terça-feira, novembro 05, 2013

O machismo do dia-a-dia, parte II



Eh pá! Se o Luís Ferreira fosse Presidente e se convidasse a sua amante para ser chefe de gabinete... isso era de homem.
Agora ser subalterno duma fêmea?!?!?! O que é que interessa o herário público, o nepotismo ou a corrupção? Muito mais grave que isso tudo é um macho ser subalterno da sua companheira.
Daqui a bocado, estas gajas de queixo erguido, têm a distinta lata de pedir aos respectivos machos que passem no supermercado, façam o jantar ou estendam a roupa!
Um escândalo!

Ainda tenho alguma esperança que o comentário ao artigo tenha sido irónico... 

sábado, outubro 19, 2013

O orçamento de Estado para 2014 é aborrecido, pá!

Vi isto, hoje no Facebook:


E pensei:
- O interesse dos credores é que os devedores paguem, ou seja, têm interesse em receber o dinheiro que emprestaram;
- Se os devedores se recusarem a pagar, os devedores procurarão formas de negociar a dívida para que possam receber o dinheiro;
- O Orçamento de Estado para 2014 não vai resolver nada, o défice ficará acima do limite estabelecido e, consequentemente, os nosso credores precisarão de pensar noutras formas de nos fazer pagar;
- Podemos deixar de ser uns bananas umbiguistas preguiçosos e poupar-lhes trabalho mostrando, de forma clara, que não concordamos com este OE. Não estou a dizer para partirmos esta merda toda... mas que tal aderir às Manifs? A CGTP continua a não mover multidões, só os do costume, mas nunca ficam calados. O movimento "Que se lixe a Troika" já agendou mais uma manif. Agora resta saber quem é que vai sair de casa e demonstrar que não concorda (uma vez mais) com o Orçamento de Estado.

O problema aqui, é que muita gente só se sente indignada quando a austeridade lhes chega aos bolsos com muita pujança. Enquanto conseguirem continuar a pagar a prestação da casa, do Audi, do LCD e do portátil, tudo certo. Muitas destas pessoas só se vão manifestar quando o corte for suficientemente grande para terem de abdicar do Audi e passarem a conduzir um Corsa em 2ª mão, ou quando a prestação da casa for tão pesada que têm de vender o LCD e o portátil no OLX. Muitos tugas são umbiguistas. São aquelas pessoas que não hesitam quando têm oportunidade de pagar menos, fugindo ao fisco, e que nunca lhes passa pela cabeça que o IVA que não pagaram, vai acabar por ser pago por toda a gente quando as receitas fiscais forem inferiores ao previsto. É verdade que, com este governo, o valor das receitas fiscais seria sempre mal gerido. Além disso, nem foi a fuga ao fisco que precipitou a intervenção externa... Mas ainda assim, este tipo de desonestidade amplamente aceite, prejudica-nos a todos.
Mas o que me leva a concluir que a adesão às próximas manifs não vai superar a manif de 15 de Setembro de 2012, é o meu Facebook. Apesar de ser um Universo reduzido, é peculiar por ter uma percentagem muito significativa de licenciados em Ciência Política. No entanto, quando o OE foi apresentado, o meu feed de notícias tinha:
- Fotos de bebés;
- Fotos de luas-de-mel;
- Fotos de BFFs;
- "Sirens" dos Pearl Jam;
- Citações atribuídas aos autores errados;
- Comida;
- Fotos de casamentos;
- Notícias sobre factos extraordinários como um peixe de 5 metros;
- Candy Crash Saga;
- 4 pessoas a publicarem conteúdo sobre o Orçamento de Estado.

Dados técnicos: Tenho 225 amigos no Facebook e as pessoas mais aborrecidas não aparecem no meu feed de notícias pelo que as publicações acima excluem temas muito mais entediantes.

segunda-feira, outubro 14, 2013

É só isso? Não tem mais nenhum assunto além do facto de a termos enganado?

Adoro a ZON! Adoro a TMN! Adoro todas aquelas companhias nas quais não podemos confiar e temos constantemente que nos proteger dos seus erros constantes.
Para mudar de tarifário na TMN, conseguiram dar-me 3 informaçõs diferentes em 3 lojas diferentes. Uma das funcionárias dizia disparates tão inacreditáveis que me questionei se estaria num Programa de "Apanhados"... mas não... a mulher, já quase nos seus 40 anos, não fazia mesmo a mais pálida ideia do que estava a fazer numa loja da PT e, se eu lhe dissesse que queria comprar uma máquina de fazer crepes, acho que ela ainda ia ao armazém procurar uma.
A minha saga com a ZON foi um bocado mais grave porque eles contratam burlões que nos ganham em experiência.
- Senhores da Zon, quero rescindir o meu contrato convosco porque são uns ladrões e a Vodafone faz-me um preço altamente competitivo.
- Ai quer? Espere aí que nós fazemos-lhe um descontinho e ainda fica com a Íris que é uma cena super espectacularmente fantástica.
- Ok. Se me dão uma coisa fantástica por um preço mais baixo, então pode ser. Mande lá vir o sr. para fazer não sei bem o quê com a box e o comando e o camandro.
Olha, a Íris é tão fixe e estou tão satisfeita com o negócio! ... e chega a factura... e estou a pagar o preço tabelado e aquele desconto que iam fazer... onde está ele?
Toca a ligar para a Zon a perguntar pelo prometido desconto. Toca a esperar que alguém do departamento super específico me ligue a resolver o meu problema. E recebo a chamada:
- Ai queria um desconto? Porquê? Porque é que lhe haveríamos de fazer um desconto? - Sim, esta última frase é textual. O Sr. Pedro Costa da Zon perguntou-me porque é que haveria de me fazer um desconto.
- Porque é a condição para eu me manter cliente e porque uma colega sua disse que faria um desconto...
- E tem alguma coisa escrita?
- Não... Sou parva e acredito na palavra dos profissionais que me atendem.
- Os preços estão tabelados e está a pagar o que está tabelado. Não há razão nenhuma para lhe fazer um desconto.
- Ah... Então a V/ palava não vale nada?
- É só isso?
- Só? Vocês não têm honestidade de manterem a palavra e desconfiam dos clientes e acha que é só?

E para ajudar à festa, tenho um contrato de fidelização que me tira todo o poder de negociação. Achava que estava a lidar com uma empresa séria... burra...
O desconto em causa era uma miséria de 2 EUR/mês mas eu tenho a mania parva de não gostar de ser enganada... quem diria? É que meti-me mesmo a jeito!
Uma vez, um Professor meu disse:
- Cada italiano, um ladrão.
Eu acho que os Portugueses estão bem classificados nessa competição. O despudor dá mais uns pontos aos tugas.


sábado, outubro 12, 2013

Não, eu não estou a fazer qualquer tipo de publicidade à marca do puto que manda estampar letras em t-shirts

O Expresso vai publicar uma entrevista ao Martim, o adolescente "empreendedor" que foi protagonista duma troca de ideias com a Raquel Varela no "Prós e Contras" e que inundou as redes sociais nos dias seguintes ao Programa.
Depois do "Prós e Contras", a marca do rapaz deve ter tido publicidade mais que suficiente para, pelo menos, duplicar as vendas. Foi mais eficaz que pagar uma fortuna por uns minutos de publicidade ou por um espaço qualquer para colar um cartaz com as miúdas mais giras da escola. Foi publicidade à borla na televisão de serviço público. Se calhar, se formos bem ao cerne da questão, ainda chegamos à conclusão que pagámos para o rapaz promover as t-shirts... se calhar... é melhor não pensar muito nisso...
Ora, este assunto deveria ter morrido com o Programa. Infelizmente, tanto o Prós e Contras como o tema do puto empresário, resistem.
O Expresso, que deveria ter assuntos mais interessantes para tratar, faz o tema ressuscitar, e a Fátima Campos Ferreira volta à televisão na 2º feira. Se a Manuela Moura Guedes voltasse à televisão, diria que atravessamos um período negro do jornalismo. Ai, espera, a Manuela Moura Guedes voltou à televisão! Mas aquilo não é jornalismo, é só uma espécie de consultório para que os psiquiatras tentem diagnosticar a patologia sinistra de que a criatura padece. Ao que consta, Anti-Socratismo não entra na Classificação Internacional de Doenças por isso, ainda há muita observação a fazer até se chegar a um diagnóstico. Isto, sim, é serviço público.
Mas voltando à entrevista que o Expesso vai publicar... Oh Srs. do Expresso, não têm mais que fazer? Querem sugestões? Assim de repente, a primeira que me passa pela cabeça é depedirem o Henrique Raposo... Depois disso, podiam ocupar algum tempo a pesquisar quem é que tem um mínimo de sensatez e honestidade intelectual para escrever qualquer coisita naquele espaço onde estava o Raposo. Se se tivessem ocupado disso durante esta semana, seria certamente mais útil, mais interessante e, quiçá, mais produtivo do que ajudarem o Martim a promover aquelas letras estampadas na t-shirt asiática... ele agradece, mas nós, os leitores, preferimos que entrevistem personagens mais relevantes.

domingo, outubro 06, 2013

Ter filtro ou não ter e ser uma besta inconveniente... eis a questão.

Esta semana, uma colega minha contava que teve de explicar ao seu filho de 10 anos que não se podia dizer sempre a verdade.
- Porquê? Tu disseste-me para eu nunca mentir... - respondeu-lhe a criança.
- Pois... Mas nem sempre se pode dizer a verdade. Não te estou a dizer que devas mentir. Nunca deves mentir. Mas, às vezes, quando a verdade for desagradável, é melhor não dizeres nada... - foi mais ao menos assim que ela lhe tentou explicar o conceito de filtro.
Mas como só se lembraram de me explicar esse conceito por volta dos meus 18 anos, já era demasiado tarde e hoje em dia, sou uma besta inconveniente que perde boas oportunidades para ficar calada!
Por isso, vou escrever aqui o que costumo dizer quando leio certos disparates no Facebook. Sim, aí não dou barraca porque a minha inércia impede-me de escrever o que digo:


Great to be back in Halifax for the second part of #RaptorsTraining Camp! More updates to come and be sure to check out our live stream of Saturday's intra-squad game on Raptors.com!#RTZ

Mark D My advice, eat fish for every meal while you're there. For breakfast; fishcakes.

O que eu comentei: Obrigada Mark D. Quando vim ao Facebook dos Raptors estava mesmo à procura de alguns conselhos gastronómicos para enriquecer a minha visita. Watch Out, Trip advisor!


Gostariam de fazer parte da equipa do Pessoal Navegante de Cabine da TAP? Aqui está a vossa oportunidade! Sigam o link e candidatem-se. Encontramo-nos a bordo? http://bit.ly/tap_recrutamento
Kátia Vergonhoso uma empresa pública discriminar pessoas que têm tatuagens e piercings, como se isso alguma vez afectasse o profissionalismo das pessoas. Deviam ter vergonha e retratarem-se pois são os impostos pagos por pessoas com tatuagens que pagam os vossos salários!

O que eu comentei: Por acaso quem paga os ordenados dos funcionários da TAP são os Srs. Passageiros, já que o Estado está impedido de enfiar lá dinheiro por causa duma directiva comunitária qualquer. Mas, para esta criatura, há um campo na declaração de IRS que questiona o contribuinte se tem tatuagens e, se o contribuinte responder que sim, o valor dos seus impostos vai direitinho para os funcionários da TAP.

Eli De Jesus Caso um(a) brasileiro(a) residente no Brasil, teria que mudar seu endereço de residência para Lisboa?

O que eu comentei: Não!!! Para quê? Basta encontrar um meio de transporte que assegure que faz a viagem entre o Brasil e o aeroporto de Lisboa em menos de 2 horas. Tranquilo...

Nelson as pessoas com o 9º ano e com mais de 30 anos sao penalizadas esta mal...

O que eu comentei: Achas? E só agora é que percebeste que as pessoas com mais de 30 anos com o 9º ano são penalizadas? Se calhar por isso é que não passaste do 9º ano...

Paulo L  Nem tudo é sonho: "
INTRODUÇÃO: 
Os comissários de vôo são os profissionais que trabalham como tripulantes em aeronaves normalmente pressurizadas em grandes altitudes. Apesar do “glamour” associado à profissão, inúmeros são os riscos ocupacionais a que esses trabalhadores estão submetidos. Os principais problemas de saúde dos inspetores de bordo estão relacionados às alterações no ritmo circadiano (“jet lag” ou “jet syndrome”) devido ao trabalho em horários irregulares, acarretando, principalmente, distúrbios do sono, gastrintestinais e mudanças de humor, e aos riscos ergonômicos, tais como dores nas costas e LER (lesão por esforço repetitivo). Outros importantes problemas de saúde são: distúrbios respiratórios, alterações na pressão arterial , barotraumatismo ótico, maior susceptibilidade a propagação de infecções otorrinolaringológicas, exposição a ruídos e radiações cósmicas e os distúrbios cardiovasculares decorrentes tanto dos longos períodos de permanência em pé como das variações de pressão. Alterações psíquicas associadas ao estresse constante, devido aos possíveis incidentes que podem ocorrer durante o vôo e aos desequilíbrios emocionais em virtude da distância do meio familiar e da perda de boa parte da vida social podem estar presentes nestes profissionais. Diante de tantas doenças ocupacionais e das conseqüências que estas podem ocasionar em seus portadores, desenvolvemos este trabalho com o objetivo de identificar os principais problemas de saúde relacionados à profissão de comissário de vôo."


O que eu comentei: Querem mais argumentos para lhes pagar ordenados decentes? É só servir à mesa? Se calhar não é muito mais que isso mas é duro... Em termos de horários e turnos devem andar mais próximos dos estivadores do que de empregados de mesa. Se calhar por isso é que às vezes apanhamos umas assistentes de bordo mal borradas... Dêem uma sombra e um blush a um estivador e vão ver o resultado...



Veja o penteado de Fanny para o Não Há Bela Sem João de hoje:

http://www.spotmais.iol.pt/art-geral/fanny-spot-mais-facebook-nao-ha-bela-sem-joao/1496296-6546.html


Maria Dalila so quem nao tem juizo para se importar com o novo penteado da fanny nao mudem de noticias foleiras pois a tvi sta querer perder as audiencias essa rapariga nao tem perfil para estar no ecran ja que querem lhe dar trabalho ponham por detras dos bastidores

'Joaquina' Santos A tvi esta a perder qualidades nao sei o qur fany faz ai? Agora esta em todo lado ja nao se ve tvi por aqui.

O que eu comentei: A sério? Então o Big Brother e todos os seus ex-concorrentes, os Programas com o Castello Branco, a Cristina Ferreira, a Casa dos Segredos e todos os "Morangos com açúcar" reflectem a alta qualidade da TVI? Pois... Com a Fanny é que o caldo fica entornado...

  • Hoje comemora-se o dia mundial do animal. Gostamos de todos mas queremos saber qual é o teu favorito!


    Gabriel F coelho no forno.

    O que eu comentei: Claramente, o Sr. Gabriel ainda não tinha almoçado quando respondeu a esta pergunta de extrema importância que a TMN colocou. Aguardo ansiosamente pelos resultados desta sondagem!

    Mi Peixe Corcorilo

    O que eu comentei: Com esse nome, a sua resposta deixou-me surpreendida. Ah, não, esperem.. O corcodilo deve mesmo ser um peixe. Por momentos confundi-o com o crocodilo...

    Mario Coutinho Ouriço cacheiro.

    O que eu comentei: Porque é fofinho :)

    Maria C Todos...adoro animais....mas neste momento so tenho cães e gatos.

    O que eu comentei: Só? Se arranjar um aquário, talvez possa adoptar um corcodilo...



    E pronto... Por isso é que eu gosto das redes sociais... Ninguém me ouve e a minha falta de filtro não me arranja constrangimentos!

segunda-feira, setembro 30, 2013

Alvíssaras a quem encontrar a receita dos fígados da Taberna Ideal

Desde 6ª feira que sonho com fígados! Fígados de aves com balsâmico e maçã reineta! Oh obra-prima da culinária! Não os tiro da cabeça e a culpa é daquela Senhora amorosa que foi jurí do Top Chef: "Ou se adoram os fígados, ou se detestam." E eu apaixonei-me pelos fígados, quero trazê-los cá para casa e vivermos felizes para sempre.
Mas confesso que tenho dúvidas quanto à minha capacidade de me manter fiel aos fígados, por isso, para tentar esquecê-los, liguei para o Café Lisboa, o novo restaurante do José Avillez.
- Boa tarde. É possível fazer uma reserva para o jantar amanhã, para duas pessoas?
- Oh, minha Senhora, nós não fazemos reservas! É por ordem de chegada! - responde-me a funcionária num tom assim entre o impertinente e o enfadado.
E não é que a porcaria da minha bola de cristal está avariada novamente? Não me disse que o Café Lisboa não aceita reservas... Que audácia! Depois tenho de maçar estas criaturas e fazer perguntas parvas. Duh! É um restaurante... porque é que haveria de aceitar reservas ao jantar, burra?
Bem, 2-1, Avillez... Empregados trombudos na pizzaria, funcionária com falta de paciência no Café Lisboa e staff impecável no Cantinho. Mesmo assim, acho que ainda lhe vou dar a última oportunidade no Belcanto. Logo se vê se empata ou se consegue fazer o hat trick dos empregados mal seleccionados.
Resultado: O Café Lisboa perdeu a sua oportunidade e fiz reserva na Tasca da Esquina.

domingo, setembro 29, 2013

Será que os papás vão ralhar aos professores quando os meninos chumbarem a todas as cadeiras do 1º ano?

Esta notícia comprova que a geração que está agora a entrar na faculdade tem uma percentagem de estupidez francamente superior às anteriores:


E acho que os smartphones e as redes sociais não são as únicas razões pela quais estas criaturas não têm capacidade de se adaptar à realidade académica duma foma civilizada:

- Estas criaturas são crias duma geração que sem saber muito bem como, conseguiu entrar na faculdade e ter um nível de vida francamente superior ao dos seus progenitores que, na sua maioria, teriam pouco mais que a 4ª classe. Por isso, aquele reverência característica do provincianismo salazarento tuga, desapareceu. Ainda bem que despareceu porque chamar doutor ao menino assim que ele entra na faculdade, demonstra expectativas muito baixas, mas banalizar o ensino superior ao ponto de parecer o ensino obrigatório é demasiado mau!
- Estas criaturas nasceram em 1995, ano em que foram lançado dois filmes que neste momento, me parecem proféticos: Kids e Dangerous Minds. Só que em ambos os filmes, os mal-comportados não chegavam à faculdade, por isso, esta geração veio mostrar que aqueles bullies que todos julgavam condenados ao falhanço, já podem perpetuar os seus comportamentos imbecis no ensino superior, onde os nerds achavam que estariam finalmente a salvo.
- Muitas destas criaturas têm pais que foram dar ralhetes aos Professores do Secundário por darem uma nota inconveniente à cria burra que não sabia a ponta dum corno mas que tinha de entrar numa faculdade Pública à primeira (é que os paizinhos já tinham feito empréstimos para pagar a casa nos subúrbios, o apartamento na Praia da Rocha, o Audi e as férias no México).  Como é que esperam que estes animaizinhos tenham respeito aos Professores quando sempre ouviram os papás a insultá-los? Será que os progenitores agora também vão falar com os Srs. Professores Doutores que chumbarem os meninos que se embebedaram durante o primeiro semestre inteiro? Depois duma licenciatura de 5 anos, dum Mestrado de pelo menos 2 anos, dum doutoramento, de provas de agregação e de anos de investigação, os Professores Universitários têm de fazer trabalho de baby-sitter? Se calhar estão sobrequalificados...

Quando eu era caloira, em 2000, lembro-me dum episódio numa aula teórica. Era uma aula num anfiteatro e não éramos obrigados a frequentá-la. Já não me lembro bem que cadeira era, mas tenho a impressão que seria Química I ou Geoquímica do Ambiente. O Professor atira um pedaço de giz para o meio do anfiteatro e diz, em seguida:
- Peço desculpa. Não lhe queria acertar a si. Era para as duas colegas que estão atrás de si a conversar. Mas não se preocupe... Tenho muito mais pontaria com isto (e pega no apagador) e da próxima já não falho.
Há 13 anos atrás não tive oportunidade de assistir à pontaria do Professor com o apagador mas espero que o Sr. tenha incluído o tiro ao alvo nas suas actividades de investigação, senão prevejo que alguns inocentes fiquem com uns olhos negros...